<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=332593&amp;fmt=gif">

Matrícula online: saiba porque você deve aplicá-la!

Gustavo Goncalves

Pessoa segurando um celular e conversando com um chatbot. Com chatbots, você pode ter matrículas online para sua instituições de ensino.

Ao pensar no Marketing Educacional, uma das estratégias mais interessantes para conseguir uma lista de leads (pessoas interessadas na sua marca) é a matrícula, correto?

É graças a elas que podemos coletar dados dos estudantes que têm interesse em algum curso da sua instituição de ensino, seja para a realização do vestibular, matrícula ou apenas curiosidade.

Entretanto, apenas as inscrições por telefone e presenciais não são suficientes. Sua instituição de ensino precisa adotar novas tecnologias. É sobre isso que falaremos hoje!

Porque a matrícula online é uma tendência no Marketing Educacional?

As inscrições presenciais e por telefone realmente são meios interessantes para captar alunos. Entretanto, nosso mundo já é digital e as novas gerações usam a internet para absolutamente tudo.

Você, inclusive, já deve ter escutado alguma piada como: “no meu tempo celular podia fazer ligações”. Pois é, o mundo está conectado pela rede mundial de computadores (ou celulares com 4G).

Os estudantes mais novos vão entrar em contato com sua instituição de ensino por meio do seu site. Se eles não encontrarem todas as informações nesse ambiente virtual e não puderem fazer sua matrícula pela própria página, muito provavelmente esses leads perderão o interesse.

O que é inteligência artificial e como ela melhora o chatbot de captação?

Sabendo dessa mudança (conhecida como transformação digital), você talvez esteja pensando em como colocar os formulários em seu site. Afinal de contas, essa é a forma de coleta de informações que pode ser utilizada.

Entretanto, até mesmo os formulários online já estão se tornando obsoletos e a nova geração de estudantes não lida tão bem com eles (as taxas de abandono são altas).

Então… o que fazer?

É nesse momento que temos que olhar para o nosso redor e observar as tecnologias que realmente tem imprimido uma mudança significativa, especialmente na área do Marketing Educacional.

Nesse caso, a Inteligência Artificial (AI) é um dos grandes destaques. Essa é uma tecnologia que pode ser programada para aprender — a AI é configurada para determinada função e quanto mais ela executa essa tarefa, mais ela aprende e melhora seus processos.

Essa tecnologia pode ser colocada em robôs que fazendo o atendimento em chats (aqueles chats de conversa que encontramos no site de várias empresas). Assim, temos os chatbots com AI.

Essa tecnologia pode ser configurada para conversar com seus leads e fazer as inscrições deles como se fosse uma conversa com uma pessoa. O robô pergunta, o lead responde e os dados ficam salvos.CTA_mkt4edu_Watson_Banner

Como a Mkt4edu utiliza a matrícula online?

A Mkt4edu tem experiência no Marketing Educacional e já usa essas ferramentas há algum tempo. Por isso, vamos mostrar o que temos feito para que você possa entender e aplicar em sua instituição de ensino.

Primeiro passo: definição das atividades do bot

A primeira etapa da construção de um chatbot com AI é a definição de:

  • a audiência do bot e o tom de voz usado;
  • casos nos quais o bot vai funcionar e quais serviços vai oferecer;
  • contextos de conversa, persona (com anseios, perfil, motivação, contexto de envolvimento com o bot etc.);
  • bot persona — criamos um perfil para o bot, uma personalidade, tom de voz, nome e várias outras características, bem como suas limitações e ações.

Esse momento também definimos a forma como o bot vai conversar. Essa etapa é chamada de “Conversation Design”.

Segundo passo: construção do AI

Definidos os parâmetros, é hora de selecionar o chatlayer (softwares no qual será construído o bot) e a Inteligência Artificial que vamos usar. Eles devem respeitar as exigências e funções definidas no primeiro passo.

Terceiro passo: ensaios de conversação

Assim que a AI e o chatlayer já foram devidamente selecionados e configurados, precisamos alimentar o bot com informações. Esse é o momento dos ensaios de conversação.

Iniciamos conversas com a máquina para simular a interação dela com os estudantes. Fazemos isso até chegarmos a uma conversa mais natural.

Quarto passo: fluxo de conversas e dúvidas frequentes

Estabelecemos um fluxo de conversa que o bot deve seguir. Esse fluxo respeita o processo de coleta de dados das inscrições.

Somado a isso, definimos também as dúvidas mais frequentes caso o lead em algum momento “quebre” o fluxo para perguntar algo. Assim o robô pode responder e continuar a matrícula.

Quinto passo: treinamento

Depois de configurado o chatbot é colocado a prática conversando com pessoas que não tem conhecimento sobre a AI usada. Isso permite que encontremos ações inesperadas e o robô começa a ser treinado para lidar com essas situações.

Passo cinco: ter contato com os benefícios da matrícula feita por bot

Depois de realizado todo o processo o seu chatbot com AI começa a dar resultados. Ele passará a agilizar o contato com os usuários, reduzirá o abandono de inscrições e criará relacionamento com seus leads (o robô é descontraído e é mais agradável conversar com ele do que responder a um formulário).

Como você pode ver, a tecnologia já chegou no Marketing Educacional e essa é uma tendência. A cada dia vemos mais contatos virtuais. Por isso, sua instituição de ensino precisa estar preparada para receber a nova geração de alunos que vive na era da informação digital.

Se você gostou deste conteúdo e quer modernizar sua instituição de ensino, temos uma sugestão: conheça o chatbot utilizado pela Mkt4edu e veja como ele pode te ajudar!

Chatbot de 

 

  
Guia-do-Marketing-Educacional

Assine para receber os melhores conteúdos sobre marketing educacional!

Mais Posts

Tecnologias que usamos

Hubspot
logos tech-02
logos tech-03
logos tech-04
logos tech-05
logos tech-06