<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=332593&amp;fmt=gif">

Tecnologia e humanismo na recuperação de alunos do ensino superior

Gustavo Goncalves

O Censo do Ensino Superior do Inep é bastante positivo quando informa que o número de matriculados vem crescendo ao longo dos últimos anos. Porém, um dado que muitos esquecem é a quantidade de matrículas trancadas e alunos que abandonam os bancos da universidade.

E quando verificamos esses dados, chegamos à conclusão de que, ano a ano, o número de concluintes cai. Este é o seu caso?

Saiba agora como recuperar alunos trancados e que abandonaram o curso!

relacionamento e tecnologia no ensino superior (1)

Trancamento: mais do que um problema de desempenho

Que milhares de alunos deixam as salas de aula da universidade todos os anos nós já sabemos. Entretanto, quando paramos para pensar sobre os reais motivos que levam ao abandono acadêmico, o que surge de informação?

O senso comum diz que o trancamento de matrícula no ensino superior é alto devido ao despreparo dos estudantes para enfrentar a vida acadêmica. Porém, um estudo da ReUp Education mostra um cenário bem mais complexo.

Estudantes altamente capacitados deixam os bancos da universidade por problemas financeiros, pessoais, de saúde e de mobilidade, entre tantos outros. E na contramão do que possamos acreditar, 89% deles tem o sonho de retornar aos estudos.

>>Confira 5 maneiras de atrair estudantes para os seus cursos EAD

Estamos falando de estudantes das classes C e D, que veem na formação superior o ponto de partida para uma vida melhor, mas que também enfrentam os reveses que o contexto social lhes impõe: trabalhar e estudar ao mesmo tempo; ser chefe de família e concluir o ensino superior; ajudar financeiramente a família e pagar a faculdade; pagar por um sistema particular de saúde para si ou ou os pais enquanto sonha em terminar a graduação; e por aí vai.

E o que você pode fazer para transformar este cenário, manter as salas de aula cheias, cumprir o papel social da sua instituição de ensino e ainda gerar lucro para os negócios?

O combate ao abandono no ensino superior está nas suas mãos

Humanismo e tecnologia. Essas são as duas respostas que você procura. Humanidade o suficiente para colocar-se no lugar dos estudantes e compreender as dificuldades pelas quais eles passam e tecnologia para prever o abandono e o trancamento de curso antes que eles se concretizem.

É por isso que a análise de dados vem se destacando como a principal ferramenta de retenção de estudantes no ensino superior. Ao compreender o contexto social em que seus alunos vivem e confrontar esses dados com o comportamento praticado pelos mesmos enquanto alunos da sua instituição de ensino, é possível detectar pontos de atenção que levem à prevenção do abandono e trancamento de matrículas.

Queda no desempenho acadêmico, faltas frequentes e acessos esporádicos ao ambiente virtual de aprendizagem podem trazer insights muito mais poderosos do que um simples indicador de que o aluno está desinteressado.

Para saber se há um problema real por trás desse comportamento, você deve fazer uso de tecnologias como Big Data, Business Intelligence, Marketing Attribution e Web Analytics, entre outras, a fim de descobrir a raiz do problema e agir de forma proativa para reter e fidelizar seus alunos.

Também pode ir além, somando sua experiência ao know-how de quem atua no mercado de educação há anos e vem desenvolvendo estratégias cada vez mais personalizadas de captação, retenção e fidelização de alunos.

Como você pode ver, a reabertura de matrículas depende apenas de você.

Reabertura de matrícula no ensino superior: como conseguir?

Poderíamos dizer que uma simples campanha de e-mail marketing traria uma boa parcela de estudantes novamente para os bancos da sua faculdade. Mas a verdade é bem mais complexa, como acabamos de ver.

Sanar problemas financeiros, de saúde, familiares, de trabalho, etc, pode ser bem mais complicado do que imaginamos. Por isso, siga essas dicas:

#1 Não trate seus alunos como massa

Cada estudante tem necessidades e desafios próprios, vive em um contexto único. Nesse sentido, pare de tratar sua comunidade acadêmica como uma massa disforme de jovens. Segmente e personalize o contato.

A segmentação de público é fundamental para tornar o diálogo mais próximo e chegar a uma solução que seja definitiva para o problema apresentado, do contrário, você pode ver o mesmo aluno recuperado trancando a matrícula no ano seguinte.

#2 Use a tecnologia a seu dispor

Segmentar e personalizar a comunicação é apenas uma das funções que a tecnologia pode promover na recuperação de alunos do ensino superior. Você também pode usar tecnologias para analisar comportamentos, prever tendências, desenvolver soluções e tornar sua faculdade muito mais acessível para quem busca por ensino de qualidade.

A automação de marketing pode ser usada para engajar os alunos em toda a jornada de compra, mantendo-os fiéis à sua marca ao longo do curso. Foque em experiências incríveis e evite os trancamentos.

>>Saiba se você vende a sua marca ou a experiência do aluno

#3 Invista em análise preditiva

Antever as possíveis barreiras que seus alunos podem enfrentar ao longo da graduação é outra forma de evitar que o número de trancamentos e abandonos aumente.

Isso é possível graças ao desenvolvimento de tecnologias como o machine learning e a inteligência artificial, que cruzam padrões comportamentais e informações acerca da sua comunidade acadêmica e aprendem com essas informações, encontrando soluções rápidas e eficazes.

#4 Elimine as barreiras à reabertura

Muitos alunos encontram dificuldades ao tentar retornar para a graduação. Cursos que não existem mais, matrizes curriculares modificadas e burocracia são algumas dessas barreiras.

Pois bem, elimine-as! Torne o processo de reingresso fácil, intuitivo e, de preferência, on-line. Quanto mais fácil for retornar, menos chances de o aluno desistir da sua IES pela segunda vez.

#5 Facilite o financeiro

Sua instituição de ensino tem custos para se manter aberta, todos nós sabemos. Mas seus estudantes podem não ter o valor suficiente para arcar com essa despesa de uma única vez.

É por essa razão que os programas de financiamento estudantil se proliferam a cada ano e que novas formas de parcelamento de mensalidades são criadas. Invista em formas diferentes de pagamento e seus alunos pensarão duas vezes antes de abandonarem o sonho de concluir o ensino superior.

Você está pronto para promover a reabertura de matrículas na sua IES? Nós estamos!

Agende uma reunião!

  
Guia-do-Marketing-Educacional

Assine para receber os melhores conteúdos sobre marketing educacional!

Mais Posts

Tecnologias que usamos

logos tech-01
logos tech-02
logos tech-03
logos tech-04
logos tech-05
logos tech-06