<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=332593&amp;fmt=gif">

4 erros mais comuns nas estratégias de Marketing de Conteúdo

Renan Andrade

Ilustração dos processos e estratégias de Marketing de Conteúdo

As estratégias de Marketing de Conteúdo são um dos pilares da presença digital da sua marca. Esse trabalho permite que você melhore sua visibilidade nos motores de busca, como o Google, e faz com que sua instituição de ensino seja encontrada por mais pessoas.Entretanto, existem algumas boas práticas de produção de conteúdo que nem sempre são seguidas. Quando esses erros acontecem, a captação de alunos e a identidade da sua marca no meio virtual são prejudicadas.

E que erros são esses? É isso que veremos agora. Acompanhe!

1. Produção de conteúdos genéricos

Uma boa estratégia de Marketing de Conteúdo precisa ser muito bem direcionada para falar no tom certo e tocar nos assuntos pertinentes para o seu público. Contudo, nem sempre essa regra é seguida.

Por isso encontramos tantos conteúdos genéricos pela internet. Conteúdos que tanto poderiam ser direcionados para um estudante do Ensino Médio quanto para alguém que está buscando uma segunda graduação.

Nesse erro de produção de conteúdos existe um padrão:

  • a linguagem não engaja (é usado um português correto, mas que não tem relação com o leitor);
  • todo o conteúdo é muito impessoal;
  • não existe uma “conversa” entre o texto e o leitor;
  • faltam referências do universo do leitor (atividades que ele faz, lazeres, desejos, etc.).

Se você sabe quem é sua persona (um personagem fictício que representa seu aluno ideal), essa produção fica mais direta e gera identificação com o leitor.

Manual de melhores práticas para nutrição de leads no mercado educacional

2. Conteúdos que não trazem nada de novo

Antes de falarmos sobre esse erro, propomos um exercício: abra uma nova guia, vá ao Google e digite qualquer tema do seu interesse. Depois, abra as primeiras cinco ou seis páginas.

Ao passar o olho, rapidamente podemos perceber que elas falam exatamente das mesmas coisas, com tópicos muito parecidos, correto? Normalmente, a primeira página tem mais conteúdo e é melhor escrita, e as outras seguem o “modelo” dela.

Esse é um dos erros mais frequentes da produção de conteúdo: materiais que não trazem nada de novo e apenas repetem a informação que pode ser encontrada em outro lugar.

Entretanto, repetir a informação não é o grande problema. O real erro é não acrescentar nada de novo ao que já existe. Pode ser uma linguagem mais direcionada, alguma informação complementar, uma organização melhor dos tópicos e por aí vai.

Sempre pense no que sua instituição de ensino pode oferecer a mais do que os conteúdos já publicados.

3. Conteúdos apenas no formato de blog posts

A produção de conteúdos consiste na publicação de textos no blog da sua instituição de ensino, correto? Errado!

Produção de conteúdo envolve tudo o que você pode oferecer para os usuários que entram em contato com sua marca. Os blog posts são apenas um desses produtos, mas existem outros como:

  • infográficos;
  • e-books;
  • webinars;
  • vídeos;
  • audiobooks;
  • podcasts;
  • charges;
  • exercícios acadêmicos;
  • quizzes;
  • etc.

Se continuássemos listando as opções de conteúdo que podem ser produzidas, iríamos ficar alguns dias escrevendo este texto. É justamente esse o ponto: se existem tantas alternativas, por que ficar preso só nos blog posts?

As publicações no blog da sua instituição de ensino ajudam no ranqueamento da sua página. Isso é um fato. Contudo, apenas elas não geram engajamento. E adianta alguma coisa ficar em primeiro lugar nos resultados dos mecanismos de busca, mas não converter sua audiência em matrículas?

Todos esses outros recursos vão ajudar a cativar seus leitores, fazendo com que eles compartilhem conteúdos em suas redes sociais e até levem amigos para fazer algum quiz que acharam divertido ou um exercício interessante.

Veja também:

4. Produção de conteúdos sem uma estratégia de Inbound Marketing

A produção de conteúdos para sua instituição de ensino precisa ter alguns parâmetros. Esses parâmetros, que decidem a sua abordagem, temas trabalhados e vários outros aspectos, vêm de uma estratégia maior dentro do Inbound Marketing.

Em outras palavras, o Marketing de Conteúdo delimita a produção de conteúdos de acordo com os objetivos do plano de Inbound Marketing que a sua instituição de ensino está seguindo.

E é exatamente nesse ponto que encontramos um erro crítico: alguns sites usam o Marketing de Conteúdo como se ele fosse toda a estratégia e estivesse descolado do esforço de venda e pós-venda.

Seguindo essa lógica, a produção de conteúdo tem poucos parâmetros e faz com que o investimento leve todo o esforço da equipe de nada para lugar nenhum.

Esses quatro erros que apontamos ao longo deste texto são os mais comuns nas estratégias de Marketing de Conteúdo no Marketing Educacional. Eles também são os pontos que mais prejudicam a percepção dos usuários sobre a sua instituição de ensino. Então, tome cuidado com eles.

Para complementar esta leitura, recomendamos que você leia nosso conteúdo que te ensina, de uma vez por todas, a fazer a captação de alunos com Inbound Marketing.

eBook da MKT4EDU: Aprenda a captar alunos com inbound marketing de uma vez por todas!

  
Guia-do-Marketing-Educacional

Assine para receber os melhores conteúdos sobre marketing educacional!

Mais Posts

Tecnologias que usamos

O mundo muda o tempo todo e com a tecnologia não é diferente! Aqui na Mkt4Edu, tecnologia está no nosso DNA, trabalhamos com diversos softwares diferentes para fazer todo o processo de automação e inteligência artificial funcionar com mais eficiência e alcançar mais resultados. Aqui, novos softwares são testados o tempo todo. Ferramentas modernas e novas funcionalidades são testadas a todo momento, já foram mais de 200 testes para que você possa ter o melhor resultado na sua instituição.

logotipo-hubspot
ibm
Logo CDI
logotipo-semrush
dialogflow_embarcados
logotipo-surveymonkey
Slack
Vidyard
chatlayer-ai
google-data-studio
ibm cognos
GoogleCloud
Nova call to action

Se ainda precisa de mais informações, deixe o seu contato que um de nossos Consultores fará contato com você!