<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=332593&amp;fmt=gif">

Posicionamento online: sua faculdade está fazendo isso certo?

Morgana Fontes

O posicionamento online de uma marca é a forma com que ela se comunica com seu público e transmite valor a partir daquilo que faz. Ele está intrinsecamente ligado ao conceito de branding, que é a soma de estratégias que visam despertar uma percepção positiva no público em questão.

Atualmente, o posicionamento online de uma instituição de ensino está totalmente atrelado a saber como divulgar o site da IES no Google, tendo-se em vista que esta ferramenta é usada por cerca de 97% da população brasileira quando o assunto é buscar informações na internet.

Nossa missão no post de hoje é verificar, junto com você, se o site da sua instituição de ensino está aproveitando todas as oportunidades para posicionar-se bem frente à concorrência. Pronto para seguirmos?

posicionamento online-03

O papel do site institucional no posicionamento online de uma IES

Sabemos que site de uma instituição de ensino deve cumprir com alguns requisitos exigidos pelo MEC, como fornecimento de matriz curricular atualizada, valor das mensalidades, portaria de reconhecimento do curso, entre outros. Porém, isso não é justificativa para que sua IES tenha um site desconectado das suas personas.

Podemos transformar o conteúdo de um site institucional em algo realmente atrativo, que corresponda às expectativas dos visitantes e torne a navegação fácil, intuitiva e interessante para quem se relaciona com a sua IES. Fazendo isso, você está aproximando esse importante canal de comunicação da sua audiência e mostrando que sua instituição está disposta a dialogar de igual para igual.

O estímulo a uma conversa mais próxima da realidade dos seus futuros estudantes contribui para o seu posicionamento online porque a percepção de valor dessas pessoas em relação à marca da sua IES é fortalecida. Além disso, ao usar a mesma linguagem do seu público, fica muito mais fácil ter seu site encontrado no Google.

Como garantir um posicionamento online competitivo?

A construção de um site institucional deve ser pensada para oferecer a melhor experiência possível ao usuário, o que envolve planejar desde a plataforma a ser utilizada, passando pela arquitetura da informação, e chegando ao conteúdo que será publicado. A seguir, você confere passo a passo o que deve ser feito para ter um site bem posicionado online:

Design responsivo

A responsividade é um atributo dos sites que se adaptam facilmente a qualquer tipo de tela, podendo ser visualizados tanto em monitores grandes quanto em pequenos smartphones.

Como os dispositivos mobile são preferência nacional quando se trata de buscar informações, ainda mais entre o público jovem, sua instituição de ensino deve investir em sites responsivos para atrair mais visitantes.

Códigos

Mesmo templates de sites responsivos podem ter problemas de otimização em relação aos códigos usados, deixando as páginas pesadas e difíceis de carregar. Não é incomum encontrarmos sites em que recursos como CSS e JavaScript não são comprimidos, o que deixa o seu site institucional lento.

A lentidão de um site afeta sua performance, portanto, impacta na experiência do usuário. E o Google sabe disso. É por essa razão que a velocidade de um site faz parte dos mais de 200 fatores considerados pelo Google para classificar bem uma página web. Nesse sentido, para ter um bom posicionamento online, sua IES precisa investir em recursos que tornem seu site ágil.

Páginas

Cada página de um site institucional tem um objetivo, seja informar sobre um curso ou então mostrar a infraestrutura da IES. Portanto, para que o visitante encontre aquilo que procura, suas páginas devem estar bem organizadas, cada uma com um título próprio.

O título e os subtítulos da página devem ser inseridos de forma hierárquica, a fim de demonstrar para o Google e também para os visitantes aquilo que é mais importante. Isso significa formatar a estrutura da página corretamente.

O título de página deve sempre ser formatado como h1. Os subtítulos secundários, como h2. E assim por diante. Qualquer confusão nesse sentido, como deixar o título da página em h2, pode confundir os mecanismos de buscas e afetar o seu posicionamento online.

Uma boa prática de SEO ligada à estrutura da página é ter sempre mais de 300 palavras de conteúdo em cada uma, a fim de demonstrar a relevância do conteúdo para o Google, e não ter mais de 250 palavras de conteúdo para cada intertítulo.

Palavras-chave

Os mecanismos de buscas são movidos por palavras-chave. A pesquisa digitada pelo estudante no Google deve estar conectada a um conteúdo específico do site da sua IES para que o mecanismo de buscas retorne sua página web como um dos resultados relevantes.

É aqui que o uso de palavras-chave corretas ao longo de todo o conteúdo faz a diferença. Se você quer que vestibulandos interessados no curso de Biomedicina cheguem até o site da sua IES, é preciso usar, em todo o conteúdo da página do curso, termos usados por esses estudantes para fazer buscas online.

Para certificar-se que que os termos corretos estão sendo usados, é preciso fazer uma análise das buscas realizadas na web, o que só é possível se você utilizar uma tecnologia como o SemRush ou Moz, por exemplo.

Cabe ressaltar que um estudante de ensino médio pensa e escreve de uma forma bastante diversa da de um professor universitário. Então, se você deseja mesmo ter um bom posicionamento online, o seu conteúdo deve estar otimizado para os estudantes, não para o seu corpo docente.

Imagens

As imagens do site da sua faculdade também precisam ser otimizadas da forma adequada, para que contribuam para o seu posicionamento online. Cada ano que passa o Google aprimora seu mecanismo de buscas por imagens e hoje, se você fizer um teste, ele exibe até uma pequena descrição da página em que a imagem se encontra.

Na otimização de imagens, o uso de palavras-chave é igualmente importante, se você deseja que as pessoas encontrem sua IES por meio de recursos visuais também. Mas, além disso, é necessário preencher um campo chamado “alt text”, que se refere à descrição da imagem.

Uma frase breve e precisa sobre o que você vê na imagem é fundamental para otimizá-la adequadamente para os mecanismos de buscas e também para oferecer uma experiência mais rica para os usuários com dificuldades visuais ou com conexões de internet limitadas.

Quando a imagem não carrega, o texto inserido no “alt text” é exibido no lugar, informando ao internauta do que se trata a imagem que deveria figurar ali.

Links internos

Os links feitos entre as páginas do site da sua IES ajudam o Google a rastrear e indexar o conteúdo com maior rapidez, além de estimular a permanência dos visitantes. Eles são, portanto, uma premissa básica para quem deseja melhorar o seu posicionamento online.

Procure sempre fazer links entre páginas afins, do site para o blog e vice-versa. Dessa maneira você constrói uma estrutura que permite que o usuário navegue pelas páginas do site por muito mais tempo.

Links externos

Além dos links internos, para obter um posicionamento online de respeito, você precisa adquirir links externos, ou inbound links.

Os inbound links são como votos de confiança de outros sites para uma determinada página do site da sua IES, o que é bastante valorizado pelo Google. Quanto mais inbound links sua IES tem, maior a reputação do site.

Gostou de saber mais a respeito de posicionamento online? Aproveite e faça o download do e-book Como colocar sua IES no topo dos resultados do Google com SEO e potencialize seus resultados!

Leia o blog da Mkt4edu!

  
Guia-do-Marketing-Educacional

Assine para receber os melhores conteúdos sobre marketing educacional!

Mais Posts

Tecnologias que usamos

logos tech-01
logos tech-02
logos tech-03
logos tech-04
logos tech-05
logos tech-06