<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=332593&amp;fmt=gif">

Como ser relevante para o Google e captar mais alunos

Tiago Soares

SEO: como ser relevante para o Google

Ser relevante e ter um bom conteúdo para oferecer aos seus alunos e candidatos é desejo de toda instituição de ensino. Isso porque, quando um estudante busca informações na internet, ele deseja que as suas expectativas sejam atendidas. Na verdade, o processo de pesquisa do estudante é bem simples: buscar um lugar que seja confiável e que tire todas as suas dúvidas. E é justamente aí que entra todo o trabalho a ser desenvolvido no marketing de conteúdo.

Criar um conteúdo relevante, bem estruturado e coerente é apenas parte do trabalho do profissional de SEO. Além disso, é preciso entender como o Google lê as informações e os conteúdos que você cria e disponibiliza para seus leitores. Tudo isso faz parte de um trabalho de inbound marketing que as universidades devem desenvolver, visando um maior crescimento na captação de alunos e geração de leads.

O que é relevante para o Google

O Google trabalha com algoritmos que tem sua mecânica constantemente atualizada, a fim de oferecer ao usuário uma resposta ideal para sua busca. Todas as vezes que você publica algo em seu site, o Google irá ler seu conteúdo, a nível semântico, com o objetivo de classificá-lo como relevante ou não. A relevância e autoridade que seu conteúdo consegue junto ao Google irá definir qual será a sua colocação, como resposta à busca dos usuários.

É importante entender que o Google, como mecanismo de busca, não lê as informações como os seres humanos. Entretanto, através de seus algoritmos, cria índices, sinais e referências que se relacionam o mais próximo possível com o que nós entendemos como relevante.

Veja também:

Os algoritmos são sempre os mesmos?

Não! Os algoritmos mudam constantemente. Como citado anteriormente, o Google está sempre em busca da otimização para o usuário final. Essas mudanças de algoritmos chegam a acontecer até mais de 3000 vezes por ano! Isso é realmente incrível. Mas como sobreviver às mudanças de algoritmos do Google? Neil Patel, conhecido como Guru do Marketing, em seu blog, separou algumas dicas de como sobreviver a essas mudanças

Em resumo, entender as necessidades do usuário e oferecer a solução  de um problema através dos conteúdos é a melhor opção. Responder a uma dúvida, informar com clareza e educar, são as melhores formas de ser relevante para o Google e para seus leitores. Enquadrar essas soluções dentro da dinâmica dos algoritmos é papel do profissional de SEO. É com isso em mente, que você deve ajustar sua produção de conteúdos às etapas do seu funil de vendas

eBook da MKT4EDU: Como colocar sua IES no topo dos resultados do Google com SEO

Captando alunos

Quando se trata de captação de alunos, tudo fica mais fácil quando se conhece o comportamento do lead e a sua jornada.  Depois que você consegue entender quais os caminhos que o interessado faz até chegar de fato à sua instituição, é preciso dar o próximo passo: construir um relacionamento. A melhor forma de se fazer isso é através da aplicação de boas práticas de SEO em seus conteúdos e inbound marketing. 

Analisar a necessidade dos seus leads e gerar um conteúdo relevante/de qualidade deve sempre ficar em primeiro lugar. Através disso, você aumenta o engajamento, a geração de leads e por consequência, a captação de alunos. 

Realizar o processo inverso, ou seja, pensar nas matrículas antes das necessidades dos leads é bastante tentador, mas pode gerar uma dor de cabeça no seu relacionamento com o Google. Você não será menos comercial se pensar no usuário final em primeiro lugar, muito pelo contrário, atuar/aplicar estratégias pensando no seu leitor é demonstrar real entendimento do que deve e não deve ser feito para atrair mais matrículas

A partir do momento em que você entende a relação do SEO com a captação de alunos, sua estratégia de marketing digital será muito mais objetiva e enxuta. Tudo isso, alinhado à cultura institucional construída na publicação de seus conteúdos, irá definir como será a sua relação com o Google e seus algoritmos. 

Quer saber mais sobre estratégias de captação para sua instituição de ensino? Você pode agendar uma reunião para a sua IES!

QUERO AGENDAR UMA CONVERSA!

  
CONHEÇA A NOSSA BIBLIOTECA DE CONTEÚDOS
 
Stories_mkt4edu_Aprenda-a-captar-alunos-com-inbound-marketing

Assine para receber os melhores conteúdos sobre marketing educacional!

Mais Posts

Saiba mais sobre nós

Tecnologias que usamos

O mundo muda o tempo todo e com a tecnologia não é diferente! Aqui na Mkt4Edu, tecnologia está no nosso DNA, trabalhamos com diversos softwares diferentes para fazer todo o processo de automação e inteligência artificial funcionar com mais eficiência e alcançar mais resultados.

Aqui, novos softwares são testados o tempo todo. Ferramentas modernas e novas funcionalidades são testadas a todo momento, já foram mais de 200 testes para que você possa ter o melhor resultado na sua instituição.

Biblioteca de Conteúdos

EBOOK-MOCKUP-SEM-SOMBRA_Hubspot-Manual-das-principais-funcionalidades-da-plataforma
HubSpot: manual das principais funcionalidades da plataforma
 
Entenda como uma das ferramentas mais conhecidas no mundo e autodenominada "poderosa, mas não opressora" pode te ajudar a otimizar tempo com atividades manuais e fazer com que o seu time preste atenção naquilo que realmente importa: o cliente.
EBOOK-MOCKUP-SEM-SOMBRA_Inteligência-Artificial
Inteligência Artificial: A transformação do Marketing Digital na educação
 
Veja como a tecnologia impacta diretamente nas estratégias e resultados do Marketing Digital!
EBOOK-MOCKUP-SEM-SOMBRA_Branding-Educacional - como-construir-uma-marca-de-valor
Branding educacional: como construir uma marca de valor?
 
Não perca mais tempo dentro da sua instituição de ensino e saiba como apresentar seus diferenciais para construir uma marca de valor no mercado educacional.

Se ainda precisa de mais informações, deixe o seu contato que um de nossos Consultores fará contato com você!