<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=332593&amp;fmt=gif">

Como fazer um blog post aparecer no Google? As 8 dicas!

Renan Andrade

Confiável e atrativo. Você diria que o seu blog post possui esses dois atributos? Mesmo que a sua resposta seja sim, são os mecanismos de busca que responderão e legitimarão todos os seus esforços com a inserção do site na página principal do Google. Mas, afinal, como escrever um blog para o topo do Google? Quais estratégias e modificações podem ser feitas para esse resultado? Essas e outras dúvidas você confere abaixo, no nosso post. Pegue papel e caneta para não perder nenhuma dica e continue a leitura!

O que é SEO?

Antes de querer aparecer na primeira página do Google, é preciso compreender a utilidade e importância de um item fundamental para essa conquista: o Search Engine Optimization. Mais conhecido como SEO, esse item é um conjunto de estratégias que, se bem aplicadas, confere aos conteúdos relevância e autoridade, de acordo com os itens de análise dos mecanismos de busca, principalmente para o Google.

Esse pilar do Marketing de Conteúdo existe para que, de maneira organizada, os itens encontrados na web possam oferecer uma melhor experiência ao usuário. Assim, as ferramentas de pesquisa realizam uma análise, indicam aqueles conteúdos que melhor se destacam e, consequentemente, entregam mais visibilidade e prioridade a esse tipo de material.

Com a evidência conquista, a empresa possui muito mais chances de alcançar um bom conteúdo e desempenho no seu objetivo, resultando em retorno financeiro. Isso porque, em uma pesquisa realizada, apenas 10% dos usuários, incluindo os que seriam potenciais clientes, chegam à página dois. Com isso, 90% do tráfego estão concentrados nos primeiros links apresentados.

Com uma concorrência cada vez maior nos buscadores, destaca-se aquele que estiver mais atento aos quesitos que levam o conteúdo à tão sonhada primeira página. Em virtude disso, o SEO é responsável por agregar ao site:

Dessa lista, o último item possui grande peso para a reputação e saúde da empresa que investe no digital. Confira os motivos dessa importância!

Autoridade e presença online para esse tipo de Marketing de Conteúdo

Para aparecer no que chamamos de Search Engine Results Page (SERP), ou página de resultados de buscas em portugês, o site precisa ser considerado confiável e atrativo, como citamos no início deste blog. Preenchendo esses dois tópicos de acordo com uma análise de SEO, o blog é e pode ser considerado uma autoridade no ramo. Mas o que, de fato, isso significa?

Ser intitulado como alguém/algo que possui autoridade é ser alguém/algo que ocupa um lugar de referência para os demais. Em se tratando de blogs, a premissa é a mesma: quanto mais critérios forem seguidos, melhor será sua posição na página de busca, resultando em um patamar de autoridade em relação ao conteúdo e formato do site, consequentemente, refletindo no nicho como um todo, mesmo fora do ambiente digital.

Como fazer seu blog post aparecer nas primeiras páginas do Google?

Para quem desenvolve trabalhos e pretende ser destaque nas plataformas de pesquisa, existem algumas ações imprescindíveis para aplicar em post de blog. Descubra quais!

1. Pesquisa de palavras-chave


Aos que pretendem entender como aparecer nos primeiros resultados do google, um item é destaque: a utilização de Keywords, ou seja, palavras-chave em português. Possuem esse nome por serem palavras que nortearão não só a criação e configuração do conteúdo mas também o leitor sobre o assunto que está sendo tratado.

Sendo tão valiosa para direcionar o SEO, as palavras-chave devem estar dispostas em locais como:

  • Início da title tag;
  • Título (Tah h1), seja ele long tail ou head tail;
  • Meta descrição;
  • H2 E h3;
  • Início do texto (primeiras 100 palavras);
  • URL;
  • Tag Alt;
  • Conteúdo principal.

Viu só como ela está presente em todas as etapas do blog, representando algo muito importante?

2. Links internos e externos

Sendo um dos principais pontos a serem levado em consideração, o uso de links dentro do arquivo é algo primordial. Isso acontece porque as ferramentas compreendem que, ao utilizar links externos, você está referenciando conteúdos, oferecendo outras fontes complementares ao conteúdo que está sendo criado.

Nesse caso, é preciso atentar-se a um ponto: confiabilidade. Além de ser algo importante para o SEO, diz, também, sobre a credibilidade do seu blog. Digamos que você constrói um conteúdo completo e esclarecedor, mas ao utilizar um link externo, acaba direcionando o leitor a um site pouco confiável, com informações não verdadeiras.

Essa foi a sua indicação para alguém que, ao perceber a falta de credibilidade, possivelmente, não confiará no que está nos links da sua página. Percebe o problema? 

Já com os links internos, ou seja, aqueles que levam o usuário para dentro do seu próprio site, a plataforma consegue entender que seus conteúdos são complementares e estão alinhados, construindo, assim, uma árvore de conteúdos ricos.

Essa é uma excelente estratégia para que você possa também manter o usuário navegando por diferentes criações do seu site, mantendo-se nutrido e evoluindo no funil.

3. Crie títulos atraentes para seu blog post

Assim como é comum julgar um livro pela capa, também é possível julgar a qualidade e entrega de um blog pelo título. Imagine: se você pesquisa “receita de bolo” e o primeiro item direciona para uma “receita de bolo fácil e rápido” enquanto o segundo link te leva a um conteúdo sobre “bolo com farinha de trigo, leite, óleo..".

É mais provável que o usuário opte por aquele que entregou a informação que foi buscada, sem fornecer informações desnecessárias nesse primeiro momento.

Essa é a função de um título atraente. Além disso, como vimos no tópico 1, a palavra-chave deve estar em todos os momentos, inclusive no título, a fim de otimizar os mecanismos de pesquisa. No primeiro exemplo, a keyword “receita de bolo” aparece acompanhada de uma breve descrição, enquanto no segundo, ela sequer é inserida. Com isso, o SEO já está prejudicado para um melhor rankeamento no site.

O suporte do Google ainda recomenda que sejam utilizados títulos que não ultrapassem 60 caracteres, além de ser conciso para dois pontos importantes: tornar-se algo mais legível, principalmente durante uma leitura rápida na página de pesquisa, e também para que o mesmo não seja cortado, tirando, assim, sua efetividade e força da mensagem sobre o que será encontrado alí.

Leia também:

Newsletter-mkt4edu

4. Meta Descrição

A meta descrição nada mais é que uma breve informação sobre o que o usuário poderá encontrar no seu blog post.  Por ser um elemento a aparecer na página de busca, é de suma importância para definir se o usuário encontrará ou não o que está buscando.

Com, no máximo, 160 caracteres, é preciso inserir a palavra-chave uma vez e realizar uma contextualização. Esse é o momento de captar a atenção e utilizar as palavras de ação!

5. Escalabilidade

O objetivo é criar conteúdos mais dinâmicos e que ofereçam ao leitor uma experiência positiva de leitura e que retenha a sua atenção. Assim, é preciso estar atento à estrutura com a utilização de itens com:

  • Títulos e subtítulos;
  • Sentenças curtas;
  • Parágrafos que não se alongam;
  • Utilizar o bullet points (listas) para quebra de texto;
  • Artifícios como negrito e itálico na diagramação;
  • Inserção de imagens e outras mídias.

Outro princípio precioso do Inbound Marketing é possibilitar que, mesmo em uma leitura superficial, o usuário consiga compreender as informações passadas.

6. Site responsivo

Você já acessou um blog no celular e percebeu que suas proporções, imagens e textos estavam todos desalinhados, com um design incômodo? Essa pode ser uma página de internet que não segue as diretrizes para ser considerada um blog responsivo.

Essa é uma técnica que permite que o usuário possa explorar o site, independentemente de onde está acessando. Por ser um item diretamente ligado à experiência do usuário, o Google promove sites que estão dispostos a investir nesse tipo de adaptação por meio de HTML, CSS ou Javascript , visando a uma melhor entrega para os seus diferentes públicos.

7. Tamanho do conteúdo

Para os mecanismos de busca, existe uma premissa interessante, mas que, por si só, não define resultados, isso porque o tamanho do texto é considerado na avaliação. Segundo a linha de raciocínio, se o blog apresenta um texto mais longo, muito provavelmente, ele está oferecendo mais informações e sendo mais útil para o leitor; em contrapartida, textos menores sinalizam conteúdos pouco explorados.

Apesar disso, esse não é um critério primário de avaliação e depende de todos os outros pontos para ser tido como correto ou não na avaliação.

Vale ressaltar que tamanho não necessariamente atribui qualidade ao material do blog. É preciso ter atenção para que tudo que esteja na página seja, de fato, relevante e agregador para os usuários. De forma alguma vale começar a escrever apenas para preencher vazios, afinal, ninguém gosta de perder tempo em algo que só dá voltas, não é mesmo?

Lembre-se de que o conteúdo deve ser esclarecedor. Assim, preze qualidade em vez de quantidade para que os usuários que consumirem seus conteúdos sejam nutridos de forma efetiva!

8. Velocidade de abertura da página

Uma coisa é certa: com o avanço da tecnologia e utilização da internet, cada vez mais os usuários demonstram impaciência e pouca tolerância para sites e blogs que demoram para abrir. Saímos de uma geração da internet discada para um costume de mais velocidade. Assim, é até compreensível que esse seja um critério interessante na hora de analisar o SEO.

Segundo um experimento realizado pela Forbes, os usuários são cada vez menos propensos a ler artigos que apresentam uma “lentidão” (cerca de 3 segundos ou mais para o carregamento da página). Assim, esse deve ser um ponto de atenção para não afastar os leitores do seu blog! 

Mas como fazer essa análise? É simples! Com a ferramenta gratuita PageSpeed Insights, é possível ter uma análise completa do desempenho e dos pontos a serem melhorados, sendo possível, até, averiguar a versão para mobile a para desktop. Ao final, é possível, ainda, obter um relatório para uma melhor análise e um maior entendimento.

Ao realizar uma análise, os valores atingido na métrica realizada podem ser classificados de acordo com a seguinte indicação:

  • 0 a 49 (vermelho): ruim;
  • 50 a 89 (laranja): precisa melhorar;
  • 90 a 100 (verde): bom.

Fique atento às penalizações!

Assim como há critérios para um melhor rankeamento que leve o blog post à página principal do Google, há, também, ações que penalizam e diminuem a qualidade do conteúdo do ponto de vista do SEO. Assim, é preciso estar atento para realizar apenas o que é adequado. Confira dois itens que não passam despercebidos!

Falta ou excesso de palavras-chave

Como vimos na dica 1 do tópico anterior, é preciso inserir palavras-chave ao longo do conteúdo, sinalizando o seu foco. Contudo, tanto a falta quanto o uso exagerado dessa estratégia pode gerar penalidades, isso porque o objetivo é criar um conteúdo natural, com leitura fluida. Cada palavra-chave repetida constantemente traz a impressão de que o conteúdo foi feito por alguém iniciante, logo, podendo chegar a descredibilizá-lo.

Conteúdo replicado

Um dos principais pontos que prejudicam o desempenho do conteúdo e geram penalizações são conteúdos plagiados. O Google preza blogs que ofereçam materiais originais, principalmente por entender que ali está algo que exigiu empenho, diferentemente de conteúdos que são apenas copiados de outras fontes.

Como está o SEO do seu site?

Agora que você compreende como deve ser a estrutura de um blog e como aparecer nas primeiras posições do Google, é chegado o momento de avaliar o desempenho do seu próprio conteúdo. 

Faça da nossa lista de itens uma checklist importante na hora de entender os motivos que não levam a página a rankear bem entre tantos outros sites que também estão nessa concorrência acirrada.

Ao aplicar as técnicas corretas de SEO e Inbound Marketing, seu blog ganha cada vez mais visibilidade e notoriedade para os mecanismos. Por isso, fique atento para que nada passe absorto nas suas revisões. Ah! E não se esqueça de compartilhar o seu conteúdo nas redes sociais, certo?

Esteja na primeira página com a Mkt4Edu!

Mesmo com as dicas e indicações, ainda assim, você sente que precisa contar com quem é expert no assunto para fazer investimentos em marketing de conteúdo? Então, você está no lugar certo! Nós, da Mkt4Edu, temos vasta experiência com estratégias que envolvem explorar e fazer marketing de conteúdo. 

Para nós, o SEO da sua empresa é tratado com a devida importância que possui, sendo ponto-chave para nortear todas as etapas, desde a criação, redação e diagramação até a publicação do material em questão. O planejamento estratégico é construído visando, sempre, à devida adequação e funcionalidade das páginas.

Seja qual for o segmento da empresa ou público-alvo a ser atingido, tudo que é desenvolvido leva em conta a intenção de bom desempenho para que nossos clientes estejam sempre no topo das páginas, mostrando seu potencial e sendo cada dia mais autoridade no assunto. Para isso, utilizamos as melhores tecnologias do mercado para somar ainda mais atenção e eficiência ao trabalho desenvolvido por nossas equipes.

Quer saber mais como podemos ajudar você? Entre em contato agora mesmo com o nosso time de especialistas altamente capacitados para atender às suas demandas e fazer do seu blog um destaque no Search Engine Results Page!

QUERO ENTRAR EM CONTATO!

  
Conheça a nossa biblioteca de conteúdos!

Assine para receber os melhores conteúdos sobre marketing educacional!

Mais Posts

Tecnologias que usamos

O mundo muda o tempo todo e com a tecnologia não é diferente! Aqui na Mkt4Edu, tecnologia está no nosso DNA, trabalhamos com diversos softwares diferentes para fazer todo o processo de automação e inteligência artificial funcionar com mais eficiência e alcançar mais resultados. Aqui, novos softwares são testados o tempo todo. Ferramentas modernas e novas funcionalidades são testadas a todo momento, já foram mais de 200 testes para que você possa ter o melhor resultado na sua instituição.

logotipo-hubspot
ibm
Logo CDI
logotipo-semrush
dialogflow_embarcados
logotipo-surveymonkey
Slack
Vidyard
chatlayer-ai
google-data-studio
ibm cognos
GoogleCloud
Nova call to action

Se ainda precisa de mais informações, deixe o seu contato que um de nossos Consultores fará contato com você!