<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=332593&amp;fmt=gif">

6 motivos do porquê você deve pensar na aplicação da biossegurança

Gustavo Goncalves

Dicas de biossegurança

Biossegurança é o nome dado para o conjunto de normas que devem ser aplicadas para proteger a saúde das pessoas da sua instituição de ensino. Ela é composta por protocolos e pelo uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual) e EPC (Equipamento de Proteção Coletiva).

A adoção de medidas de biossegurança em uma instituição de ensino é fundamental em diversos aspectos. Ela traz vantagens para sua marca educacional e mostra uma perspectiva importante da cultura organizacional da instituição.

Quer entender quais as principais vantagens da adoção de medidas de biossegurança? Continue a leitura!

1. Você investe na segurança dos alunos

O primeiro, e mais importante, motivo para adotar práticas de biossegurança em sua instituição de ensino é a proteção dos alunos. Os estudantes são o coração da sua marca, e eles merecem toda a atenção e cuidado.

As medidas de biossegurança ajudam a proteger os alunos em diversos ambientes. Dentro de laboratórios, no atendimento clínico, nas atividades práticas e na convivência nas áreas da instituição.

2. A aplicação da biossegurança faz parte da proteção da comunidade acadêmica

Além dos alunos, toda a comunidade acadêmica é beneficiada das normas de biossegurança. Incluindo professores, porteiros, zeladores, supervisores e equipe de atendimento.

O cuidado com todas essas pessoas garante que ninguém se contamine e evita que a sua instituição de ensino possa se tornar o vetor de contaminação de alguma doença ou contaminação por produtos químicos.

3. O retorno das aulas é feito com efetividade

Os impactos da pandemia do COVID-19 tendem a durar mais tempo do que o próprio combate à doença. Essa situação pela qual o mundo passa exigiu adaptações de todos, e nas instituições de ensino isso não é diferente.

Mesmo com todos os cenários positivos podendo acontecer, faculdades, escolas e universidades precisarão se adequar para receber os estudantes. Isso inclui protocolos de distanciamento social, normas de ocupação das salas e orientações sobre higienização e utilização de EPIs (como máscaras).

Adotar corretamente as medidas de biossegurança necessárias para o momento que vivemos é fundamental para acelerar a volta às aulas e garantir a segurança dos estudantes nesse retorno.

4. É possível usar a biossegurança na captação de alunos

Da mesma forma que a adoção de medidas de biossegurança favorece a volta dos estudantes para a sua instituição de ensino, ela também pode funcionar como parte de uma estratégia de marketing.

Uma comunidade acadêmica que mostra cuidado e preocupação é sempre algo positivo. Especialmente em períodos de exposição a algum risco, como no caso da pandemia do COVID-19.

Alguns dos protocolos, e das medidas, implementados podem ser divulgados para chamar a atenção dos estudantes e atrair mais pessoas para a sua instituição de ensino, aumentando o número de registros e de matrículas.

5. A biossegurança faz parte da retenção de alunos

A insegurança e a incerteza são fatores que pesam na decisão dos estudantes de continuar estudando ou trancar suas matrículas. Assim, qualquer incentivo que mostre que eles estão seguros e que podem contar com a instituição de ensino faz toda a diferença nessa escolha.

Logo, a implementação de uma série de normas de biossegurança caminha exatamente nesse sentido. Essas medidas levam os estudantes a entender que suas aulas não serão canceladas, que seu investimento continua sendo válido e que podem continuar com sua rotina de estudos.

Além disso, graduandos nas áreas de maior risco (pessoas que trabalham diretamente com agentes biológicos e químicos) podem se identificar com as ações, o que aumentaria a fidelidade com a marca educacional.

6. A formação dos estudantes de áreas específicas fica mais completa

As áreas que mais utilizam as medidas de biossegurança, especialmente os cursos que precisam de laboratórios ou de realizar estágios na área da saúde, são muito beneficiados pela mudança de postura da instituição de ensino.

Eles passam a ver, na prática, o que é trabalhado em sala de aula e conseguem visualizar a importância da utilização de medidas de proteção e sanitárias em todos os ambientes.

Profissionais que se formam em instituições de ensino congruentes, que respeitam o que é ensinado dentro de sala, tendem a performar melhor no mercado. Em outras palavras, os alunos da sua instituição de ensino podem ser vistos com bons olhos em função do respeito técnico às normas essenciais ao trabalho.

Como resultado, a marca educacional ganha um novo posicionamento e passa a chamar a atenção dos estudantes que buscam uma instituição de ensino que os prepare dessa maneira para o mercado.

Como você pode ver, a biossegurança é algo que vai muito além da proteção dos estudantes. Ela interfere em tudo dentro da sua instituição, sendo um fator determinante para o seu funcionamento, principalmente em um mundo pós COVID-19.

Agora que você entendeu a importância dessas práticas, leia nosso texto sobre dicas de biossegurança para aplicar na sua instituição de ensino.

Quero dicas de biossegurança!

  
Stories_mkt4edu_Aprenda-a-captar-alunos-com-inbound-marketing

Assine para receber os melhores conteúdos sobre marketing educacional!

Mais Posts

Tecnologias que usamos

Hubspot
logos tech-02
logos tech-03
logos tech-04
logos tech-05
logos tech-06